07 junho 2012

Entrevista com Bill Wood no Projeto Camelot - "Problema 2012"


Bill Wood é um ex-agente dos Navy Seals (corpo de elite da marinha americana), com um histórico parecido com o de Duncan O´Finionan, pois foi formado em habilidades paranormais que ele mesmo qualifica de "Jedis" e esteve nas áreas 51, Dulce, Los Alamos entre outras bases ultra-secretas. Durante os anos 90, pertenceu a um esquadrão encarregado de localizar alvos no Iraque e lançar mísseis Tomahawk, o que o fez renegar o exército, ser julgado e perseguido pelo exército desde que decidiu deixá-lo. (Foi um dos que alertou sobre o desastre de 11 de Setembro.)

No vídeo ele fala que todos os seres humanos tem habilidades muito mais avançadas do que somente os 5 sentidos e que de posse dessas habilidades, algumas pessoas foram capazes por exemplo de prever as possibilidades do futuro.

Que o nível e a capacidade das instalações secretas sobrepõe a imaginação da maioria das pessoas sobre o que é possível, que seria muito difícil aceitar as coisas que acontecem em lugares como as bases Área 51, Los alamos e Dulce são reais. 

Ele diz que existem nas instalações secretas, frotas espaciais americanas (os ovnis) com tecnologia simples, mas que precisaria de uma evolução da ciência que conhecemos hoje para que houvesse aceitação da existência de centenas de veículos com tecnologia que lhes possibilita realizar viagens espacias por todo o sistema solar, como por exemplo, viajar para Marte em 1 dia.  E só é ocultado por que se soubéssemos que esses veículos existem, haveriam questionamentos sobre a tecnologia em que foi baseada e consequentemente surgiriam questionamentos do porquê ainda usamos fontes de energia como o petróleo, então a "justificativa" do segredo morre aí. 

Ele fala do "problema" 2012: onde as linhas do tempo se convergem num só ponto do tempo, que independente das escolhas que nós e "eles" (com os scripts) fizerem, seríamos empurrados para o mesmo cenário. E então algumas pessoas compreenderam que algo grande está para acontecer, um evento que é inevitável. 

Vou parar por aqui, caso contrário a entrevista perde a graça...Infelizmente, a legenda está em espanhol, não encontrei em português, mas com um pouquinho de esforço é possível compreender. Dica do Rodrigo Morais, vale a pena assistir. 

Ravena 






13 comentários:

  1. Muito interessante mesmo..., realmente, bate e muito o que ele disse, mas sinto que falta alguma coisa que ele não comentou...,tanto ele quanto ela..., sabiam de um determinado ponto..., mas não o abordaram...., e tem a ver com os momentos de mistura das linhas...., algo ali, ainda não está bem explicado..., como por exemplo, em uma convergência, mistura, ou tempo não tempo, podemos ter inclusive como exemplo, 3 dias de noite ao qual na verdade poderá durar um bom tempo...., e como ele mesmo disse..., veja como um Jogo de xadrez..., o problema está exatamente na Jogada do Cheque Mate..., ou seja, existirá ainda..., o tempo para realizar as jogadas durante o momento de convergência...., vou analisar algumas coisas a respeito sobre este ponto...., sinto que ainda falta algo..., Parabéns pelo post.... Brigadão... tudo de bom.

    ResponderExcluir
  2. Vo fala pra vcs o projeto camelot é a coisa mais loca e desafiadora q tem na net para quem busca montar o quebra cabeça, obrigatorio a todos q buscam...pena q nao tem legenda nos melhores como a entrvista com do dr Pete Peterson entre outras mais. valeu ravena pelo post to vendo q c volto com tudo. Abraco a tdos.

    ResponderExcluir
  3. Ola Ravena,
    Muito interessante esta entrevista, calha ver que qualquer sistema de controle tem seus "limites" e que o universo é muito mais do que nossas meras mentes e cinco sentidos podem se vangloriar. Que tenhamos nossa liberdade e autonomia finalmente!
    Abração e muita Luz,
    Simone

    ResponderExcluir
  4. bem já sabemos que temos bem mais do que os 5 sentidos, isso nós sabemos, a questão é, pq ninguém não ensina como podemos liberar esses outros dons que temos? pq só falam falam falam que somo bem mais do que os 5 sentidos, mas não nos dizem o mais interessante?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos já vieram e muitos ainda aqui estão que ensinam: basta buscar! Espiritualidade, meditação, coração verdadeiro e nobre

      Excluir
    2. Pelo que eu tenho observado vivemos em um mundo capitalista, e quem tem este conhecimento comprovado cobra por ele. E parece que não são todas as pessoas que tem capacidade para adquirir estes conhecimento. Não é como melhorar meu físico tendo como receita fazer musculação e ficar malhado em alguns meses!

      Excluir
  5. Oi Dona Ravena,
    Cuidado! Este cara é pau-mandado do governo oculto.
    Primeiro estabelece que os OVNI's são MADE IN USA. Que vão à Marte em 24 horas. Depois, tenta impressionar sobre a data fatídiga 2012 para agradar os adeptos desta data. A estratégia é de estabelecer que todos os UFO's são MADE IN USA. "Cover-Up"!!! para o que está por vir, soon....

    A prova: Se realmente fosse verdade que o Bill Wood, tivesse expondo informações secretas do governo, ele seria simplesmente ERASED!!!! A C.I.A. executa qualquer um, por muito menos.....

    Se informem!!! Vários homens, entre estes alguns cientistas que revelaram segredos do governo USA, foram assassinados sumariamente.

    By the Way......BOB LAZAR, outro pau-mandado do "governo oculto".

    Não comprem o peixe podre do Bill Wood!

    Tharcon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To contigo Tharcon... Muita propaganda.

      Excluir
  6. Ravena,
    Esta matéria é interessante. O entrevistado expressa-se com muito cuidado, de forma calculada, para não vazar qualquer informação, o qual não tenha permissão. O conteúdo é vago, as referências são inexatas, mas o que se pode perceber é que há tecnologias, conhecimento e segredos profundos.
    Como comentado anteriormente, ninguém possui a permissão para falar toda a verdade, pois, seriam, logo eliminados. Os comandantes permitem a divulgação de certas verdades sempre dentro dos seus parâmetros.
    É o que aconteceu com Milton William Cooper, John Fitzgerald Kennedy, entre muitos outros, os quais tentaram nos alertar sobre a "verdade".
    Aqui nesta MATRIX o custo da "verdade" é a vida.
    Quando buscamos conhecimento, além deste teatrinho de mentira, que é a nossa "realidade", conseguimos saber o que NÃO é verdade. No entanto, a realidade ainda é distante, pois, os que a controlam a impedem a todo o custo a sua divulgação.
    É uma pena ver que qualquer fonte de informações da "verdade" não dura muito, ou seja, são eliminados logo que são detectados.
    Assim, se existem pessoas que falam muitas coisas, as quais, aparentemente, são verdade (DAVID ICKE e cia), estas pessoas tem permissão para fazê-las dentro de rigorosos limites estabelecidos pela "elite". Do contrário, logo são silenciadas ou se insistirem, elimanadas.
    O que se pode concluir é que praticamente tudo que aprendemos na escola, mídia, entre outros canais, são mentiras, isso até podemos identificar, mas a questão é: onde se encontra a verdade desta MATRIX, onde está o chaveiro, qual é o caminho para a fonte.
    O que é mais relevante para a vida nesta plataforma teatral não nos é dado a conhecer, ou seja, apenas nos dão o script para atuar e não dão pistas sobre quem as escreveu e por qual própósito.
    Talvez um caminho é se avaliar o PROPÓSITO, o que seria isto, será que isto é que nos guia, nos une, nos impele, como na fala do agente SMITH no MATRIX REVOLUTION.
    um abraço.
    Marcelo.

    ResponderExcluir
  7. Finalmente alguém falando as coisas! Eu te amo Ravena suas postagens são sempre muito fodas!

    ResponderExcluir
  8. Marcelo, vc deu o tiro certo em falar, em perguntas e dúvidas, to no mesmo caminho que vc. Falou realmente tudo.

    ResponderExcluir
  9. Tem um vídeo em que ao longo dele aparece essa entrevista com legenda em português:
    http://www.youtube.com/watch?v=NXQYoRC-WKs

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".