05 março 2012

Erupção Solar classe X1 em 5 de março e taxa de rotação de Vênus abranda



A forte atividade do conjunto de manchas solares AR1429, que surgiu em 02 de março, é gigantesca e com erupções de grande porte. A mais forte até agora, foi uma erupção de Classe X1, que ocorreu na manhã de hoje, 05 de março de 2012 as 04h13m (Hora Universal).

O Observatório Dinâmico Solar (SDO) da NASA gravou o flash extremo de raios ultravioleta:



A explosão também projetou uma ejeção de massa coronal brilhante (EMC ou CME) para o espaço. A nuvem, captada pelo Observatório Solar e Heliosférico (SOHO) da NASA, se expandiu no espaço e provavelmente, um golpe certeiro, atingirá o campo magnético da Terra no dia 6 ou 7 de março de 2012.

Quando a EMC, partiu do Sol, hoje pela manhã, com uma chama intensa de Classe-X, uma tempestade geomagnética, já estava em andamento na Terra. Uma EMC anterior de Classe M2 foi à causadora desta instabilidade na magnetosfera, com isso, parece que tão cedo nosso escudo protetor geomagnético, vai ter sossego. Segundo os analistas do Clima Espacial do Centro Goddard, a nuvem, que foi produzida por uma erupção de Classe M2 das manchas solares AR1429 em 04 de março, poderia atingir com um golpe, o campo magnético da Terra em 06 de março às 04h30m (Hora Universal), ou seja, estamos novamente sendo bombardeados por uma sequência de explosões solares de uma face do Sol com manchas poderosas, ativas e de pontaria certeira.

Estamos atentos ...

Tradução de informe e adaptação de texto: Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©: http://projetoquartzoazul.blogspot.com/#ixzz1oFV0H9wf


Previsão Animada 






Tornado no tamanho da terra ao sol foi registrado por mais de 30 horas:



E as mudanças continuam além Terra:

A taxa de rotação de Vênus abranda

A Agência Espacial Europeia (ESA) descobriu que a rotação de Vênus é mais lento do que as medições anteriormente determinadas. Na verdade, a taxa de rotatividade é de 6,5 minutos mais curto do que se pensava.

Especificamente, graças a observações realizadas com VIRTIS (Imaging Spectrometer visível e infravermelha térmica), um espectrômetro capaz de obtenção de imagens do planeta através da camada espessa de nuvem que o rodeia, os cientistas descobriram que algumas dessas características da superfície de Vênus tinham movido mais de 20 quilômetros sobre o lugar onde deveriam estar, à taxa de rotação aceito. Esta taxa de rotatividade foi definido no início dos anos 90 do século XX, a partir de medições da missão Magellan da NASA . Essa missão especificou que em Vênus, a duração do tempo necessário para completar a rotação do planeta é de 243.0185 dias correspondente à terra.

Vênus é o planeta do sistema solar, com o período mais lenta rotação. Mas poderia ser ainda mais reduzido.

Segundo os pesquisadores, embora a causa dessa redução no tempo de resposta é desconhecida, as informações obtidas serão essenciais para planejar novas missões a locais específicos desse mundo enigmático.

Fonte da notícia: http://www.tendencias21.net/El-ritmo-de-rotacion-de-Venus-se-ralentiza_a10168.html?preaction=nl&id=1453142&idnl=107115&

3 comentários:

  1. Rave, beijos meu anjo.
    Tudo bem?
    O Sol está dinâmico e aqui na Terra seus reflexos, tão cedo a Terra não terá sossego.
    Beijos eu volto

    ResponderExcluir
  2. Hehhehe...Assim que liguei meu Pc hoje ví no site que acompanho as erupções solares essa explosão, corri aqui para ver os seus comentários, mas parece que você ainda não tinha visto, voltei aqui as 14:00hs, e ai está a sua analise... Vlw querida.

    O site que acompanho é esse aqui:
    http://www.tesis.lebedev.ru/en/sun_flares.html?m=3&d=5&y=2012

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, sobre essas tempestades eu espero algo pesado. Uma média e logo em seguida uma forte?! A média irá saturar o campo com energia e aí logo em seguida vem uma mais forte? É como se tivesse que se defender de um soco, sei lá, do Anderson Silva e logo em seguida, um do Mike Tyson. E outra, está começando a ficar cada vez mais constante. Ontem foram os golfinhos, agora a lua, as explosões... o que estará provocando isso? É Nibiru? É a Nexus? Ambos, como aparece em um crop circle? Seja o que for, há algo perturbando o sol.

    Erico.

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".