30 maio 2010

Centenas morrem em onda de calor indiano

Enquanto chuvas devastam a Europa, um calor mortífero se propaga na Índia, veja a notícia abaixo:


Número de mortos deverá aumentar à medida que a Índia enfrenta temperaturas recordes de até 50 graus  no verão mais quente já registrado desde que começaram os registros em 1800.

Sri Ganganagar é o epicentro de uma onda de calor mortífera que está a afectar a Índia. Naquele que é o local mais quente do país, situado no norte do estado do Rajastão, os termómetros subiram até aos 49.3 graus centígrados. De acordo com a CNN-IBN, as altas temperaturas foram responsáveis por 134 mortes.

Animais também tem sofrid, as organizações de voluntários em Gujarat relatam a morte de morcegos e corvos e dezenas de pavões mortos  numa reserva florestal no estado de Uttar Pradesh.

"Por causa do calor, lagos e outras massas de água foram reduzidas a terra árida, causando a desidratação dessas aves", disse Neeraj Srivastava, um defensor da vida selvagem.

Numa altura em que o país espera pelas chuvas da monção, tudo parece conspirar contra os indianos. A agência Reuters relata que nos locais mais afectados pelo calor as ruas estão desertas durante o dia. Mas os cortes de energia tornam difícil o uso de ventoinhas e ar condicionado. Nas regiões do leste, já se levantaram protestos devido a este problema.

«A onda de calor deve persistir nos próximos três a quatro dias», disse à Reuters o porta-voz do Departamento de Meteorologia da Índia, B.P. Yadav, referindo que a «causa imediata aparece ser a falta de tempestades».

Espera-se que as chuvas da monção cheguem ao interior da Índia no fim-de-semana, mas o ciclone Laila têm atrasado a sua evolução.

27 maio 2010

Está tudo interligado e o Sol é o principal ator no palco dos acontecimentos

Parte 1 - Clique aqui


TERREMOTO: TODA AÇÃO POSSUI UMA REAÇÃO
Podemos sintetizar dizendo que abalos sísmicos são liberações de energia acumulada que fazem movimentar camadas geologicamente sobrepostas.

As placas tectônicas recebem pressão constante, tanto de cima para baixo, por causa do peso exercido pela massa da crosta terrestre, quanto de baixo para cima, pela pressão ascendente provocada pelo calor e as forças oriundas do núcleo do planeta, como se fosse uma panela de pressão. Além destas pressões verticalmente induzidas, existe uma pressão horizontal criada pelo movimento lateral constante dos continentes, o que gera um atrito entre as camadas e por conseqüência, a geração de grandes volumes de energia.

Estas energias, com o passar do tempo, vão exercendo pressão e produzindo como efeito colateral, calor e força cinética e se acumulam em determinados pontos do planeta onde as placas possuem setores de vulnerabilidade. Em determinado momento, essa energia é liberada abruptamente, produzindo o fenômeno interpretado por nós como terremoto ou abalo sísmico.

Quando um terremoto ocorre é porque a energia toda ou parte dela, foi liberada do subsolo, “esvaziando” os repositórios geológicos que a acumulavam. Quando temos um período de grande atividade sísmica significa que muita energia está sendo acumulada e liberada pela Terra, o que de certo modo é algo positivo. Porém, podemos considerar como atemorizante os períodos isentos de terremotos, porque isso significa que muita energia está sendo acumulada sem liberação. Isso nos faz lembrar da sábia expressão newtoniana que “toda ação produz uma reação equivalente”. Ou seja, ficar muito tempo sem abalos sísmicos indica que toda a energia, hora ou outra, SERÁ LIBERADA DE FORMA RÁPIDA E RADICAL. Tal liberação pode vir a produzir resultados negativos de grande amplitude, assim como a explosão de uma panela de pressão, cuja válvula de segurança estava bloqueada por algum tempo.
Se a Terra pode ser entendida como um capacitor de energia, então de onde provém a energia capaz de se acumular dentro deste capacitor? Ora, tal energia é produzida pelo Sol e transmitida para a Terra através das explosões de massa coronal. Essa enorme quantidade de energia atinge o núcleo do planeta e depois retorna para a superfície, através de um processo que pode levar dias, semanas ou meses.

Para ilustrar a situação atual, elaborei um levantamento da quantidade de terremotos ocorrida na Terra e da quantidade de ejeções de massa coronal (EMC) do Sol. Comparei ambos os dados em um único gráfico de duas linhas e o que surgiu foi algo revelador.
A linha azul representa a quantidade de terremotos (medidos entre 5 até 9 graus pela escala Richter).
Linha rosa indica a quantidade de EMC (medidas em todas as intensidades).

Podemos ver na linha rosa (mostra a quantidade de EMC), que existe um padrão formado por picos e vales e que estes se arranjam em um formato senoidal de caráter cíclico e praticamente previsível. Por outro lado, a linha azul, que representa a quantidade de terremotos, também apresenta a um comportamento aparentemente cíclico. Mas o que ambas tem em comum?

A relação entre ambas as linhas, considerando tudo o que foi escrito acima, é que a cada vez que o Sol atinge uma curva ascendente de EMC (formando um pico), a Terra passa a captar e acumular energia. E quando a linha do Sol entra em declínio (formando um vale) a Terra libera a energia acumulada, provocando abalos e fazendo a linha azul subir, criando um pico. Pensando assim podemos entender que a atividade solar intensa e a quantidade de EMC estão inversamente proporcionais à quantidade de terremotos na Terra, mostrando claramente uma interatividade baseada na inexorável e onipresente lei universal de ação e reação.

O QUE NOS RESERVA O FUTURO

É difícil fazer prognósticos para o futuro da Terra em termos geológicos, mas uma coisa é certa: analisando a linha do gráfico que mostra a quantidade de terremotos ocorridos nos últimos anos, vemos que a linha é decrescente (mau sinal) e, portanto, MUITA ENERGIA ESTÁ SENDO ACUMULADA. Assim, mais cedo ou mais tarde esta energia deverá ser liberada. É espantoso observar que desde 1970 não tivemos uma queda tão radical na quantidade de terremotos, enquanto no ano de 2009 a linha atingiu o menor patamar dos últimos 40 anos.

Analisando o gráfico vemos em 2007 um grande pico na quantidade de terremotos, pois desde 2003 a curva vem crescendo. No entanto, ela cai em 2008 e atinge o menor patamar em 2009. Observando o passar dos anos neste mesmo gráfico, sempre que a curva se torna crescente, uma queda abrupta vem logo em seguida e depois a curva torna novamente a subir de modo intenso.

Se considerarmos que em 2009 a curva caiu vertiginosamente e aplicarmos a lei de “que toda ação possui uma reação proporcional e equivalente”, podemos ver que em 2010 e nos próximos anos, a curva tenderá a subir de maneira radical. Não só pela quantidade de terremotos, mas pela intensidade dos mesmos.

Os terremotos ocorridos na Terra entre os anos de 2003 e 2007 podem corresponder à liberação de energia acumulada durante o período de maior atividade solar entre os anos de 1998 e 2003. Isso poderia gerar um quadro aterrador para 2010, 2011 e 2012 e nos anos sucessivos. Porque de 2007 até 2009 tivemos uma atividade solar mínima, com pouquíssimas ocorrências de EMC. Enquanto em dezembro de 2009 até inícios de 2010, acusamos uma crescente e explosiva atividade solar repentina, com EMC fantásticas e gigantescas que, sem dúvida, estão liberando quantidades inimagináveis de energia sobre a Terra.
Somando o fato que nos últimos três anos tivemos um suposto acúmulo de energia no interior da Terra, com poucos momentos de liberação, é de se acreditar que no momento atual nosso planeta já esteja próximo ao LIMITE MÁXIMO de capacidade de acumular energia. Com as últimas EMC ocorrendo diariamente de forma tão intensa, a energia acumulada pode vir a ser liberada de uma maneira violenta não somente em 2010, mas no decorrer dos anos vindouros.

Para complicar tal quadro, devemos levar em consideração as medições relacionadas com o campo magnético da Terra, pois tudo indica que uma inversão de polaridade está ocorrendo novamente. Este fenômeno representa o prenúncio de catástrofes geológicas e climáticas, haja vista que todas as vezes que essa alteração ocorre, diversos cataclismos surgem, conforme demonstram alguns estudos fornecidos por centros científicos especializados.

Fato ou especulação nós devemos refletir que a vida na Terra está passando por mudanças profundas e capazes de afetar a todos os organismos vivos. Sejam tais mudanças preditas por profetas milenares ou pela avançada tecnologia científica moderna, estamos todos no mesmo barco. Crentes ou céticos, sábio é aquele que compreende sua posição em meio ao caos e atua de maneira a contribuir para o alivio do sofrimento alheio. Na atribulação psíquica que vivemos, ou seremos parte do problema, ou parte de sua solução. Cabe a cada um encaixar-se na parte que melhor lhe convém, sem esquecer que “toda ação produz uma reação equivalente” e todos nós somos responsáveis por aquilo que cultivamos.

Por Fábio Bettinassi é publicitário, pesquisador e colaborador do jornal Via Fanzine.
Crédito: Arauto do Futuro

Acho que diante de tantos argumentos não há como duvidar da influência do Sol nos recentes acontecimentos e no que está por vir. Esqueça o aquecimento global (causado pelo homem), não é só uma farsa, esse tipo de “doutrinação” pesada nas escolas e na mídia, serve também para que mantenha toda uma geração cativa novamente na ignorância de fatos que os povos antigos já sabiam de cor e saltiado.  

O Sol é nosso maior influenciador, ele passa por ciclos, assim como nos humanos passamos por milhares de ciclos no decorrer da vida e por que não falar, no decorrer das encarnações, assim como o clima tem seus ciclos, o Sistema Solar, o Universo...Enfim, somos energia e energia muda a todo momento e sofremos influências de tudo quanto é lado.

Arriscaria algo mais audacioso, estamos todos vivendo no limite, a maioria pelo menos está tão cheio que parece que vai explodir a qualquer momento. Pois bem meus amigos, se estamos em sintonia com Gaia e estamos, porque somos feitos da mesma energia e estamos todos conectados,  o que acontece é que estamos percebendo a energia acumulada na Terra, quando a energia for dispersada, tanto a Terra como nós, em meio a tribulações mil, ficaremos bem.

Vamos esperar, porque pelo andar da carruagem, o ano de 2010 promete muita coisa e precisamos estar preparados para não aceitar qualquer explicação imbecil que queiram nos dar.
Um beijo no coração de todos
Ravena

"Para reprodução integral ou parcial do texto, é necessário citar a fonte e o link da postagem original"





26 maio 2010

Está tudo interligado e o Sol é o principal ator no palco dos acontecimentos

Os recentes acontecimentos sísmicos e “climatológicos” ocorridos recentemente pela Terra, podem e acredito que estão ligados intimimamente com a atividade solar. As EMC (Ejeções de Massa Coronal), são grandes erupções de plasmas compostas por gás de elétrons e cations com alguma quantidade de hidrogênio e hélio, originadas no interior do Sol, essas explosões são dezenas de vezes maiores que a Terra e tão fortes, que são capazes de deformar a superfície solar, criando as manchas solares. 

Nosso lindo planetinha é protegido por um escudo protetor criado pela magnetosfera, sem esse escudo estamos fritos, sem exagerar... Os cientistas já detectaram buraquinhos  no campo magnético da Terra, eles estão sobre o sul do Atlântico e do Ártico. As mudanças foram divulgadas depois da análise de dados detalhados do satélite dinamarquês Orsted, cujos resultados foram comparados com dados coletados antes por outros satélites.  Mas, apesar dos buraquinhos, ela ainda está funcionando firme e forte e nos protegendo do vento solar, a aurora boreal é criada pelo impacto de partículas vindas do sol, eletricamente carregadas, em contato com essa proteção do nosso planeta na magnetosfera. 
O vento solar bate no escudo e se cria aqueles luzes belíssimas que infelizmente não podemos ver aqui no Brasil. Os efeitos do Sol no nosso planeta não são somente externas, diversas pesquisas científicas recentes apontam que as implicações do magnetismo solar afetam até mesmo o núcleo central da Terra, que é formado por uma massa liquefeita de ferro aquecido à altas temperaturas, o núcleo terrestre é responsável pelo movimento de rotação do planeta e por seu próprio campo magnético.

Estaria o Sol causando terremotos na Terra?

Refletindo sobre o funcionamento do núcleo ferroso da Terra e a forma como ele produz magnetismo, podemos afirmar que nosso planeta é um imenso imã com um pólo positivo e outro negativo. Através de medições, podemos ver que a cada ciclo de centenas de milhares de anos, a polaridade magnética se inverte, sendo que a forma como isso ocorre ainda não é bem compreendida.

Greg Braden afirma está acontecendo uma desaceleração na rotação do planeta e que isso implicará em mais uma  total reversão de nos campos magnéticos terrestre.

Nicola Tesla, o gênio subestimado pela humanidade dizia que a Terra não só é um grande imã capaz de produzir magnetismo, mas capaz de absorver, armazenar e até amplificar energia. Para provar que tais afirmações, ele desenvolveu toda uma tecnologia de bobinas, imãs, dipolos, tripolos e uma infinidade de aparelhos complexos que hoje são a base de todo o sistema de geração, transmissão e transformação de eletricidade.

Tesla buscava transmitir eletricidade sem fios, para isso fez muitos experimentos, nos quais, ele emitia uma grande quantidade de energia na atmosfera em forma de ondas curtas, ao passo que instalava um fio terra no solo. Sua idéia era que qualquer residência pudesse receber energia estando livre da tradicional rede elétrica composta por fios e transformadores. Segundo ele, bastava uma casa ter uma pequena antena do tipo radar, para captar a energia e um fio terra capaz de produzir o estado neutro, feito isso seria só ligar qualquer aparelho na tomada para vê-lo funcionar.

Muitos engenheiros da época e até dos dias de hoje ao trabalharem com a bobina Tesla são categóricos em afirmar que a quantidade de energia enviada na atmosfera teria que ser milhões de vezes superiores à quantidade recebida nas residências. Isso ocorre porque a resistência elétrica do ar é grande, provocando muita dissipação e perda de energia, tornando o sistema ineficiente, porém, aqueles que dizem isso não sabem que Tesla descobriu propriedades amplificadoras de energias desconhecidas na atmosfera e no manto que recobre a Terra. Tal conhecimento hoje é GUARDADO A SETE CHAVES pelas potências mundiais e permitiram a criação do polêmico projeto HAARP.

Em seus experimentos práticos descobriu que, ao injetar certa quantidade de energia na atmosfera, ela reflete para o solo e atinge os níveis profundos da Terra e retorna à superfície em maior intensidade. Ele comprovou isso através da destruição não intencional  dos geradores de energia de sua cidade, pois a energia que ele usou para gerar o pulso elétrico experimental retornou de maneira amplificada. Ela se amplificou centenas de vezes  ao retornar à rede pública de transmissão. O que na realidade Tesla descobriu foi que a Terra não é somente um enorme imã, mas na verdade, um capacitor, ou seja: um acumulador e liberador de energia de tamanho descomunal.

Seguindo este pensamento e colocando as ideias de Tesla em conjunto com o que sabemos do sol, podemos afirmar a possibilidade de que a Terra não seja só um capacitor autônomo. Ela poderia ser um capacitor capaz de captar e acumular a energia liberada pelo sol. É justamente aí que cruzamos com o pensamento hermético  que afirma, “Todos os planetas se encontram em afinidade vibratória e estão sincronizados com o Sol. Todos eles fazem parte do corpo solar até mesmo no mais íntimo da matéria”.

A astrofísica diz que os planetas de nosso Sistema Solar são resquícios da matéria que sobrou da formação do Sol. Foram sobras de elementos primordiais que escaparam do intenso campo gravitacional que agrupou os átomos e formou o denso núcleo solar. Por assim dizer, a matéria que formou o Sol é a mesma que compõem nosso mundo e os nossos corpos. Proveniente da mesma “mãe filosófica”, ela interage e atua como se tudo fizesse parte de um único organismo, de forma inter-relacionada e inter-dependente.

O Universo é feito pelos mesmos materiais, independente de seu grau no macro ou micro cosmo. Isso é muito bem comprovado pela ciência moderna e também explorado pela física quântica.
Nassin Haramein diz que o Sol também funciona como um portal dimensional e que esse portal teria ligação direta com os nossos vulcões. Observamos diversas vezes, explosões solares que coincidem com eventos do tipo terremoto, erupções vulcânicas e OVNIS. (clique aqui para mais informações a respeito).

No próximo post, vamos conferir que 2010 é o ano.
Beijão
Ravena

"Para reprodução integral ou parcial do texto, é necessário citar a fonte e o link da postagem original"

24 maio 2010

Estamos muito cansados! Só nos resta nossa roda virtual

Percebi pelos comentários no meu blog e em tantos outros, desabafos e desabafos de pessoas que estão vivendo no limite. Sei como todos se sentem, porque eu mesma vivo desabafando com vocês.

O que acontece pessoal, é que abrimos uma porta e agora não é mais possível fechá-la, só não atravessamos AINDA, pois estamos todos aqui presos à matéria, enjaulados e participando ativamente da Matrix, querendo ou não ainda fazemos parte dela.

Tenho certeza que é isso que incomoda a maioria de nós. Incomoda trabalhar sem prazer, só para pagar para viver num lugar que é nosso por direito. E pior, olhar a nossa volta e ver que ainda podemos pagar enquanto outros nem isso conseguem.

Dificilmente assisto tv aberta, mas meu computador está quebrado há alguns dias e acabei assistindo um quadro do programa do Luciano Huck – Doce Lar.

Gente a família que participava do programa morava “num barracão” no Rio, sem água encanada. Quando as crianças mostraram o banheiro para o Luciano, uma das meninas disse: “A gente caga na sacolinha e joga fora”. Ele não acreditava no que estava ouvindo, nem eu!

Assim como eu, acredito que você não suporta mais esse tipo de coisa, é inaceitável, já cansou, mas pode acreditar, a maioria não liga. Não aceitam as mudanças e nem a querem, porque a mundinho confortável da maioria mudaria drasticamente e como ninguém quer “cagar na sacolinha”, melhor deixar como está.

Nós estamos muito cansados, eu sempre digo que não vou falar mais nada para ninguém, mas sabe como é, sou brasileira (não desisto nunca) e saio sempre como a louca apocalíptica obcecada da rodinha.

Então só sobra o silêncio para quem não tem o que conversar e eu tenho muitas, mas nada que eu tenho a dizer interessa na rodinha. Na quinta me pegaram para Cristo por causa da vacina, até de medrosa me chamaram... Coitados

Nas rodinhas o assunto é:

Doenças: Se eu digo que a doença é uma resposta do organismo às nossas dificuldades, é o corpo falando com a gente o que de errado está em nosso EU, sou massacrada!

Novelas: Não assisto novela, sou chata.

Shopping: Só de pensar no formigueiro de pessoas se amontoando para comprar um pouquinho de felicidade e ensinando suas crianças que esse é o caminho, me dá arrepios, sou uma chata comunista!

Futebol: Substituíram a arena dos gladiadores por 22 homens atrás de uma bola (pelo menos não tem sangue), sou chata...não gosto!

Fofoca: Emissão de energia negativa, quem emite negatividade recebe negatividade, “caramba, ela é chata mesmo e metida a superior”.

Crise: Que crise? Aqui no Brasil não chega não! Nem me atrevo a conversar, já tentei, ficam todos me olhando com cara de ?

2012: “Em 2013, voltamos a conversar...

É por isso e mas uma série de coisas das quais provavelmente eu esqueci, que nos deixa tão cansados.

Somos todos um, estamos todos conectados e ao mesmo tempo tão distantes que nos cansamos tentando nos encaixar novamente numa caixa onde não cabemos mais. E tentar tirar as pessoas da caixa, é impossível, você só cresce e não cabe mais na caixa se quiser, mas a maioria não quer, porque elas gostam dos assuntos das rodinhas.

O louco, chato, obcecado, comunista, metido a superior é você!

Nós não inventamos nada, só enxergamos os sinais, coletamos informações, traçamos os links e pronto, a informação está lá, aceita por nós e rejeitada e ridicularizada pela maioria.

Não somos negativos, não esperamos desgraças. Somos positivos e esperamos mudanças.

É fácil falar que esperamos desgraças, quando não se enxerga a desgraça em volta, não são meus filhos que “cagam na sacolinha”, a África, a Tailândia, o Haiti, as Coréias tão longe pra caramba.


“O que os olhos não vêem o coração não sente”.




Mas nós sentimos e precisamos nos manter firmes e alertas para o que virá. Estaremos em pé quando o mundo chacoalhar, estaremos prontos, profecias são auto realizantes, sendo assim, a promessa de uma Era de Luz se realizará, vamos manter nosso foco, nossos pensamentos, nossos aprendizados, nossa fé, nessa profecia.



Vamos levantar nossa auto-estima, abraçar uma árvore, liberar cansaço e energia deletéria com muita meditação e aproveitar cada minuto de espera no nosso crescimento.



Continuemos a compartilhar nossas dúvidas, nosso cansaço, nossos aprendizados na nossa RODINHA VIRUTAL e juntos nos manteremos fortes.

Um beijo no coração de todos.

Ravena

20 maio 2010

Irã pode cancelar acordo nuclear caso a ONU aprove novas sanções, diz parlamentar iraniano


É pessoal, estava na torcida para que esse acordo resultasse em alguma coisa, mas os negativos são poderosos, querem cumprir a agenda a todo custo, nem se importam mais em fingir "ser bonzinho". Enquanto não houver uma invasão ao Irã, eles não sossegam. 

Beijinhos

Ravena

20/05/2010 - 12h07
Do UOL Notícias* 

Em São Paulo


O Irã pode cancelar o acordo nuclear firmado com o Brasil e a Turquia caso o Conselho de Segurança da ONU aprove novas sanções ao país, disse um parlamentar iraniano nesta quinta-feira (20). "Se (o Ocidente) emitir uma nova resolução contra o Irã, nós não vamos nos comprometer com o acordo de Teerã e o envio de combustível para fora do país será cancelado", disse o parlamentar Mohammad Reza Bahonar à agência de notícias iraniana Mehr.
Somente três dos 15 países do Conselho de Segurança da ONU estão reticentes quanto a uma nova resolução contra o Irã por seu programa nuclear, o que implica que existe uma maioria a favor das sanções, indicou nesta quinta-feira o chefe da diplomacia francesa, Bernard Kouchner. Dos 15 países do Conselho de Segurança, cinco são membros permanentes (EUA, Reino Unido, França, Rússia e China) e dez são membros rotativos (Áustria, Bósnia Herzegovina, Brasil, Gabão, Japão, Líbano, México, Nigéria Turquia e Uganda).

GUERRA A VISTA - COREIA DO NORTE E DO SUL

Em Seul, câmeras documentam vestígio do barco sul-coreano afundado no Mar Amarelo, durante entrevista

VOCÊ E EU SABEMOS QUEM AFUNDOU O SUBMARINO, QUEM ESTÁ AFUNDANDO O MUNDO E CRIANDO DISCORDIAS PRA TODO LADO. EU REALMENTE NÃO SEI SE ESSES CHINESES ESTÃO CAINDO COMO PATINHOS OU SE DE ALGUMA FORMA ESTÃO COMPACTUANDO COM TODAS ESSAS ARMAÇÕES EM PROL DE MAIS UMA VEZ ENGANAR E MANIPULAR A POPULAÇÃO, COMO FOI FEITO NA 1ª E NA 2ª GUERRA MUNDIAL. 

ABRAÇOS

RAVENA

ABAIXO A INFELIZ NOTÍCIA

TORPEDO DETONA CRISE ENTRE COREIA DO SUL E COREIA DO NORTE


Um torpedo disparado de um submarino da Coreia do Norte afundou uma corveta (navio de guerra) sul-coreana no dia 26 de março passado, no Mar Amarelo, matando 46 marinheiros, revelou uma investigação internacional sobre o incidente, o que deflagrou uma nova crise na região.
"As provas nos levam a concluir, de maneira integral, que o torpedo foi disparado por um submarino norte-coreano", afirmou nesta quinta-feira, em Seul, um membro da equipe de investigação. "Não há outra explicação possível".
Após a divulgação do resultado, o presidente sul-coreano, Lee Myung-Bak, afirmou por telefone ao primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, que "adotará medidas enérgicas contra a Coreia do Norte", e que contará com a cooperação internacional. "Devemos fazer a Coreia do Norte admitir sua ação e obrigá-la a ser novamente um membro responsável da comunidade internacional", disse Lee Myung-Bak.
Os Estados Unidos condenaram "energicamente este ato de agressão", acrescentando que a equipe internacional de investigação fez um "trabalho objetivo e científico", segundo o porta-voz da Casa Branca Robert Gibbs. O presidente americano, Barack Obama, manifestou seus pêsames a Lee Myung-Bak e ao povo sul-coreano pela perda de 46 vidas a bordo da embarcação.
A Coreia do Norte reagiu negando qualquer envolvimento no incidente e advertindo para o risco de uma "guerra generalizada" caso sofra sanções internacionais ligadas ao naufrágio. A Comissão de Defesa Nacional (NDC) da Coreia do Norte chamou de "invenções" as conclusões da comissão internacional de que um submarino norte-coreano tenha afundado a corveta "Cheonan".
"Vamos adotar medidas enérgicas, inclusive uma guerra generalizada, se sanções forem impostas à Coreia do Norte", prometeu a NDC, presidida pelo número um do regime norte-coreano, Kim Jong-il, segundo a Yonhap.
O comunicado afirma ainda que a Coreia do Norte vai enviar seus próprios especialistas à Coreia do Sul para verificar as provas citadas pelos investigadores internacionais. Na mesma nota, a NDC chama de "traidor" o presidente sul-coreano, Lee Myung-Bak.
No início de maio, os investigadores informaram ter encontrado um fragmento de torpedo nos destroços da corveta, retirados do fundo do mar. O fragmento continha "um tipo de alumínio" que "não existe" na Coreia do Sul, revelou um dos investigadores. A corveta de 1,2 mil toneladas "Chenoan" naufragou após explodir e se partir em dois diante da ilha de Baengnyeong, no Mar Amarelo.

18 maio 2010

Política de sanções fracassa

Política de sanções fracassa

O acordo anunciado entre o Brasil, a Turquia e o Irã em torno da questão nuclear é um importante passo no sentido de uma solução mais ampla para a complexa questão. Em primeiro lugar, ficou patente que a guerra de agressão e as sanções bilaterais ou multilaterais contra um país soberano são propostas correspondentes aos interesses de potências imperialistas cuja política externa é essencialmente contrária à paz mundial e à segurança internacional.

por José Reinaldo Carvalho*
A política estadunidense em relação à matéria foi amplamente desmascarada. Sob a condução de madame Hillary Clinton a (anti) diplomacia norte-americana vaticinou que seria impossível obter um acordo com o Irã, país que segundo o determinismo da maior potência nuclear do mundo, havia decidido violar as normas da não proliferação nuclear e encontrava-se engajado na fabricação da bomba atômica. O Irã demonstrou cabalmente o contrário – que está disposto a dar passos construtivos, ao mesmo tempo em que não abre mão da sua soberania, do desenvolvimento da energia nuclear com fins pacíficos e de uma atuação autônoma no concerto internacional, escolhendo suas parcerias e tomando suas decisões ao arrepio dos interesses de dominação do imperialismo norte-americano.

Desmascarou-se também o imperialismo estadunidense com a desenvoltura e eficácia com que o Brasil, sob a liderança de Lula, atuou. A secretária de Estado dos EUA emitiu todo tipo de mensagens negativas às vésperas da viagem do presidente brasileiro ao Irã. Tentou demovê-lo, fez ameaças veladas, difundiu ceticismo e criticou abertamente a iniciativa diplomática e pacifista do Brasil. Disse o que quis e depois foi obrigada a ouvir o que não queria, pois foi contundente a resposta do líder brasileiro. A resposta mais eloquente veio dos fatos - o acordo anunciado é um vivo desmentido às prédicas dos Estados Unidos e uma ata de acusação aos seus propósitos punitivos em relação ao Irã. 
Vitória da luta antiimperialista 

Agora a (anti) diplomacia norte-americana dá sinais de que vai “botar gosto ruim na comida dos outros”, como se diz popularmente, avisando que o acordo “ainda está por ser verificado” pelas potências nucleares. O que Washington não pode é esconder o fracasso de sua política de sanções e de preparação frenética para isolar e agredir o Irã. O rei está inteiramente nu e é cada vez maior o isolamento da (anti) diplomacia norte-americana. 

O episódio em tela mostra ainda que o que mais contraria os Estados Unidos é a revelação de que está em curso a formação de uma nova conjuntura e uma nova correlação de forças no mundo, em que o imperialismo norte-americano não pode mais sozinho impor a sua vontade aos povos e às nações soberanas. Esse imperialismo não se conforma com o fato de que países soberanos e que exercem seu direito à independência cooperem entre si, entabulem acordos, concertem tratados à margem dos ditames imperialistas.

Os entendimentos entre o Brasil e o Irã, de que participou também a Turquia, são resultado do avanço das lutas antiimperialistas de povos que avançam por caminhos imprevistos, mas nem por isso menos relevantes. As alterações que se observam no quadro mundial são também frutos dessa luta, que abre novas perspectivas para a consolidação da soberania nacional e a conquista da paz. 

Certamente, as forças progressistas e antiimperialistas estarão atentas e vigilantes aos novos desdobramentos e às reações que o acordo anunciado em Teerã provocar. E também saberão reagir à altura se o imperialismo insistir na fracassada política de sanções.

*José Reinaldo Carvalho é editor do Portal Vermelho

15 maio 2010

Crise - Situação é a pior desde a 2ª Guerra Mundial, diz BC Europeu



Sábado, 15 de maio de 2010, 9h03

Fonte: AFP

Situação é a pior desde a 2ª Guerra Mundial, diz BC Europeu

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, afirmou que os mercados enfrentam "a situação mais difícil desde a Segunda Guerra Mundial", em uma entrevista que será publicada pela revista alemã Spiegel.
"Os mercados se encontram, sem dúvida alguma, na situação mais difícil desde a Segunda Guerra Mundial, inclusive desde a Primeira", declarou Trichet.
"Já vivemos e estamos vivendo tempos realmente dramáticos", disse, antes de destacar que, no fim da semana passada, durante a onda de pânico das bolsas europeias, "os mercados já não funcionavam, era quase como quando aconteceu a falência do Lehmann Brothers em setembro de 2008".
Nos dias 6 e 7 de maio, antes da União Europeia (UE) anunciar um plano de 750 bilhões de euros para a zona do euro, para evitar um contágio da crise grega a outros países em dificuldade, as bolsas mundiais desabaram.
Após uma recuperação no início da semana, na sexta-feira voltaram a registrar quedas expressivas.

EUA: 3º banco ajudado com recursos públicos declara falência

Um banco de Illinois se tornou a terceira instituição financeira a declarar falência nos Estados Unidos, apesar de ter recebido recursos públicos como parte de um plano de resgate bancário do governo federal, anunciou na sexta-feira a Corporação Federal de Garantia de Depósitos (FDIC, na sigla em inglês).
Em dezembro de 2008, o Midwest Bank and Trust Company recebeu US$ 89,4 milhões dos contribuintes em troca de ações preferenciais para o Tesouro.
Com 27 agências, o banco da região de Chicago tinha, em 31 de março, o total de US$ 3,17 bilhões de ativos e US$ 2,42 bilhões de depósitos.
No decorrer do ano, 72 bancos americanos fecharam as portas, de acordo com a FDIC.

14 maio 2010

Entenda o arrebatamento por Laura Botelho


Isso tudo chega ser leitura obrigatória! Divirtam-se!

Ravena


Crédito Laura Botelho
Arrebatamento - parte 1


"Viajem no tempo já foi considerado heresia científica,
 e eu costumava evitar falar sobre isso por medo
de ser rotulado”
“Hoje eu não sou tão cauteloso."
 Stephen Hawking


Arrebatados – parte 1

Era uma vez...
No início de 1947, um pastor beduíno da tribo dos Tamirés saiu à cata de sua cabra que abandonou o rebanho, encontrando-a escondida em buracos, fendas de uma rocha as margens do Mar Morto. Além de reencontrar sua cabra de estimação deparou-se com vários vasos de barros que continham pergaminhos em regular estado de conservação datando doterceiro século antes de Cristo até 68 anos após existência de Cristo



Arrebatamento - parte 2



Arrebatar
1. Tirar para si com violência.
2. Privar de, roubar.
3. Levar à força e com violência.
4. Arrancar (alguma coisa) com violência (das mãos de outrem).
5. Induzir, levar.
6. Entusiasmar.
7. Extasiar.
8. Encolerizar-se.


O conceito de arrebatamento está presente em algumas interpretações cristãs. Em passagens de livros bíblicos, como por exemplo o Apocalipse, livro da revelação dada ao apóstolo João sobre o futuro da humanidade.



Arrebatamento - Fim?



O tal “arrebatamento” tem como pano de fundo induzir o indivíduo a fazer algo sem seu conhecimento, ou seja, sem consciência de que está sendo arrancado de sua maior identidade, privado, roubado de seu potencial, pela escuridão de sua ignorância...

O individuo “arrebatado” é aquele que não tem conhecimento de que é uma alma, uma energia aprisionadaem um conjunto complexo de informações binárias que a Matrix (o ambiente) controla através de uma programação prévia.

O que acontece quando se está ciente de uma crise?

Em uma crise financeira a maioria sai perdendo, alguns perdem tudo, porém existem aqueles que já sabem o que vai rolar por trás dos bastidores e que lucram muito mais em momentos assim. Essa crise está prevista há tempos, não é segredo para aqueles que estão ligados nas informações "extra oficiais" que navegam na internet. 

Acabei lembrando de um filme que explica direitinho o que acontece quando se está ciente do que vai rolar por trás dos bastidores das bolsas de ações. De longe não é a história das famílias "Illumináticas", como os  Rothschild,  mas quem ainda não assistiu, é uma boa dica para o fim de semana.

Sinopse: Em O Sequestro do Metrô (The Taking of Pelham 1 2 3), Denzel Washington estrela como Walter Garber, um controlador de tráfego do metrô da cidade de Nova York, que tem seu dia transformado em caos por um crime audacioso: o sequestro de um dos carros do metrô. John Travolta estrela como Ryder, a mente criminosa, que como líder de uma gangue de bandidos fortemente armados, ameaça executar os passageiros do carro, a menos que um enorme resgate seja pago no prazo de uma hora. Enquanto a tensão aumenta sob seus pés, Garber aplica seu amplo conhecimento do sistema metroviário numa batalha para enganar Ryder e salvar os reféns. Entretanto, existe um enigma que Garber não pode resolver: mesmo que os ladrões consigam o dinheiro, como eles poderiam fugir?


E aqui vai a notícia do dia:

Bolsa cai 2,12% e dólar sobe a R$ 1,804 com crise na Europa
Da Redação, em São Paulo

Em mais um dia marcado pela preocupação com a situação fiscal europeia; a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou nesta sexta-feira em forte queda de 2,12%, aos 63.412,47 pontos. No ano, a perda acumulada do Ibovespa (principal índice da Bolsa) é de 7,55%.


O dólar comercial registrou alta de 1,58%, cotado a R$ 1,805 na venda. Na semana, entretanto, a moeda norte-americana acumula desvalorização de 2,49%. No ano, o dólar já subiu 3,56%. 
Na Europa, as principais Bolsas fecharam com forte queda em meio à escalada das preocupações de que as duras medidas fiscais adotadas por países da zona do euro prejudiquem o crescimento econômico da região.

Pela manhã, o euro voltou a cair em relação ao dólar. Nos mercados europeus, um euro atingiu o valor de US$ 1,245 e tocou o seu nível mais baixo em um ano e meio.

As Bolsas da Ásia também registraram queda nesta sexta-feira, com a preocupação sobre as medidas de austeridade que estão sendo adotadas por países endividados da Europa.



Abraço
Ravena

12 maio 2010

O que aconteceu na Grécia até o fim desse ano ocorrerá no mundo todo


Gerald Celente  é o fundador e director do Instituto de Pesquisa Tendências

Especialista em tendências, visionário, é confiável no mundo inteiro como a maior autoridade sobre a previsão, análise e acompanhamento das tendências.
Fez  várias previsões que lhe renderam tal credibilidade como a crise econômica de 2008, não só previu essa crise, como diz que ela se estenderá até 2012. 
O cara é o CARA.
Em abril de 2009 escreveu: "Wall Street controla a nossa vida financeira , a mídia manipula nossas mentes. Estes sistemas não podem ser alterados a partir de dentro. Não há alternativa. Sem uma revolução, estas instituições vão falir o país, continuar a lutar guerras fracassaram, início de novos empreendimentos, e manter-nos em submissão intelectual perpétua"

No vídeo abaixo, ele diz que o que aconteceu na Grécia até o fim desse ano ocorrerá no mundo todo.
Infelizmente em torno de tudo que temos visto e aprendido nos últimos tempos, vemos que a terceira guerra mundial é inevitável,  os Senhores do Mundo estão trabalhando nisso há tempos, seguindo com a agenda. Sabemos que antes de toda guerra há sempre uma grande crise econômica e essa crise não passou, estamos mais uma vez sendo manipulados a acreditar que o pior já passou. Não acredite nisso.
Vale a pena assistir.

Abraços

Ravena

10 maio 2010

Vivo ou Morto? Um Alerta Crop Circle - Parte 2




A "mensagem de Chilbolton" e a "Face de Chibolton" foram as formações de maior impacto observadas até hoje, nem tanto pela complexidade, mas pelas conseqüências que trazem ao estudo do fenômeno. Estas duas formações apareceram em agosto de 2001 com apenas uma semana de diferença, em um campo ao lado do observatório de Chilbotlton em Hampshire.




A "Face" tem sido frequentemente comparada à "face de Marte", uma formação rochosa na superfície de Marte que devido à iluminação se assemelha a uma face humana, e que para os ufólogos seria a prova de que há ou já houve vida naquele planeta. Isto seria o bastante para deixar estupefatos os cerealogistas e ufólogos de todo o mundo, mas nem isso os preparou para o que veio uma semana depois.


Em 1974 o radiotelescópio de Arecibo em Porto Rico enviou uma mensagem de rádio em direção às estrelas na tentativa de estabelecer contato com possível vida extraterrestre.. Esta mensagem, transmitida em código binário, continha várias informações sobre nossa raça como um mapa da localização da Terra no sistema solar, a estrutura em hélice do DNA humano, a população da Terra e uma imagem humana. Pois a formação descoberta nas plantações inglesas, uma semana depois da "Face" e bem ao lado dela, é uma cópia modificada daquela mensagem. Contém no lugar da figura humana, a figura humanóide de um alienígena, um DNA modificado com uma hélice extra que contém silício em sua composição, um conjunto de planetas diferente do nosso e o número 21 bilhões no lugar da população da Terra.

As implicações destas duas formações são claras: uma vez que se aceita que elas não tenham sido criadas por boateiros, se é forçado a admitir uma origem alienígena abandonando as outras teorias.


Crédito: Mundo Ufo

A primeira mensagem é um aviso claro de que existe algum tipo de vida em Marte, subterrânea ou não, existe. Sem falar nas dimensões, já que elas existem e se nem conseguimos "perceber" todas aqui na Terra, quem dirá em Marte.

A segunda é clara como a água. Digamos que foi uma troca de email, os caras da Terra enviaram uma mensagem contando um pouquinho sobre nós terráqueos e os caras de lá (sabe Deus onde) responderam contando um pouquinhos sobre eles.

Acredito que os seres que realizam esses crop circle são seres positivos  que querem nos provar sua existência e nos alertar sobre uma série de fatores que ainda não conseguimos compreender, seres que não interferem ou manipulam nosso livre arbítrio como os negativos.

Toda interferência benéfica é sutil. Desenhos enormes como esses não são nada sutis, porém não há interferência direta no dia a dia da vida das pessoas, são alertas, mensagens, e quem tiver olhos para ver que veja e algum conhecimento para entender que entenda a mensagem.

É abundante o aparecimento desses desenhos nos últimos anos, são avisos de que não estamos sozinhos no Universo e que estamos prestes a nos livrar da escravidão impostas pelos negativos há milênios.

Estamos mortos há tempos, servindo de alimentação para os negativos (somos suas pilhas), imersos numa teia de ilusões e mais ilusões, nada preenche o ser humano, as desculpas são muitas, o pobre porque é pobre, o rico porque é rico, o doente porque está doente, ninguém se entende e ninguém está feliz, simplesmente porque esquecemos do que é realmente necessário, esquecemos que somos seres imortais, esquecemos que não somos pobres, que não somos doentes, esquecemos que somos todos irmãos, sem visão religiosa, mas somos filhos da Terra, somos filhos do Universo e infelizmente é irmão matando irmão, irmão prejudicando irmão, em nome de poder, dinheiro e controle. Estamos sendo doutrinados há muito tempo para que assim seja.


Consola saber que não estamos sozinhos e que evoluindo a Terra e seus moradores, todo o Universo evolui.
No processo de "limpeza" que a Terra passará, muitos perderão a roupagem física, sinceramente, acredito que todos nós, se não acontecer em breve, é fato de que um dia ocorrerá para todos e aí escolheremos se vamos permanecer mortos ou vamos escolher ser livres, viver como seres de Luz que somos, como seres Divinos, explorando todos os nossos potenciais sem manipulação religiosa e financeira na qual estamos atolados até o pescoço.
A chave do cadeado já nos foi dada, vamos aprender a usá-la.



Até mais.

Beijão no coração de todos.

Ravena

"Para reprodução integral ou parcial do texto, é necessário citar a fonte e o link da postagem original"